Esmaltando:Vinho intenso da AVON

Olá, meninas! Hoje venho mostrar a vocês o resultado do lindo esmalte Vinho intenso da nova coleção da Avon que é um esmalte 5 em 1 e custa um poucão mais que os esmaltes tradicionais (Comprei os meus na promoção por R$10,00), mas super vale a pena. Adorei, a durabilidade é ótima, não descascou, tem uma cor linda e intensa já na primeira mão. Porém, como vício, usei duas. Só não curti uma coisinha que também não sei se é culpa do meu quarto que entra muito vento: as malditas bolhinhas. Ficaram cheias. :( Mas usei uma camada de brilho e ficou tudo certo.
Taí o resultado pros ansiosos que nos acompanham pelo Facebook, com e sem flash:

Nova Coleção Impala Romantic




Para celebrar o Outono Inverno em grande estilo a Impala lança sua mais nova coleção: Romantic. Uma coleção inspirada no romance com tons mais intensos, fortes e ousados.
A nova coleção estará disponível nas lojas à partir de Abril!

Esmalte Impala Por Acaso: encontro marcado pelo destino. O amor da minha vida no lugar e na hora certa.
Cor: cinza chumbo perolado.

Esmalte Impala Encontro Marcado: uma vontade de estar ao teu lado. Quero te ver!
Cor: bronze metalizado.

Esmalte Impala Me Beija: um segundo é o bastante para conhecer você e querer um beijo.
Cor: vermelho cremoso.

Esmalte Impala Ah, o amor: sentimento sem explicação que coloca o meu coração em evidência e dá cor a vida.
Cor: rosa nude cremoso.

Esmalte Impala Eu e você: uma combinação única e perfeita.
Cor: bordô (mistura entre vinho e roxo) cremoso.

Esmalte Impala Nossa Música: música especial que marca nossa história de amor.
Cor: brilhos especiais (dourado, prata, bronze e verde).

Esmalte Impala Casa comigo? Sim! Um pedido, uma resposta e a união do melhor de nós dois.
Cor: dourado high gloss.

Esmalte Para sempre: viver com o seu amor para sempre e juntos escrever uma linda história.
Cor: azul marinho profundo cremoso.

Preço sugerido: R$ 3,40.

Resenha: Corações feridos


CORAÇÕES FERIDOS
Autor(a): Louisa Reid
Páginas: 256
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013 
Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?


Esse livro foi tudo o que eu não imaginei pra ele. Li sem ler sua sinopse antes, então foi aquela coisa assim surpreendente, pois esperava por algo diferente. Mas foi uma surpresa boa. Apesar de não ser um livro de romance, a escrita da autora conseguiu me conquistar, mesmo sendo algo que eu nunca tinha lido, e que talvez não me interessasse tanto se eu soubesse do que se tratava. A história é sobre duas irmãs gêmeas, uma perfeita, chamada Hephzi, e a outra nascida com a síndrome de Treacher Collins - que eu cheguei a pesquisar, pois não sabia exatamente do que se tratava - chamada Reb. O livro se divide em capítulos narrados por Reb, e outros por Hephzi, que mesmo nós sabendo que ela tenha morrido logo no início, nos conta como foram os dias que antecederam sua morte. Então a história é focada nesse mistério do que exatamente aconteceu à  Hephzi, como ela morreu, e principalmente sobre a estranha vida das duas irmãs, cujo pai era  um tirano rígido e perverso, e a mãe uma mulher relapsa que acatava as maldades do marido. Aos poucos as personagens nos vão apresentando o passado - no caso de Hephzi - e o dia-a-dia - no caso de Reb - em sua casa.
O livro é bem profundo e dramático. Empolgante; a medida que eu lia os relatos de Reb eu ficava nervosa pra ler alguma cena em que ela finalmente conseguisse fugir e eu e ela pudéssemos ter finalmente o alívio. Nossa, é muito emocionante. E ao terminá-lo eu fiz aquela reflexão de como as coisas poderiam ser diferentes se fossem tomadas outras atitudes, assim como na vida real nós deixamos de fazer muitas coisas por medo; a coragem seria apenas o essencial pra que as coisas mudassem pra melhor.
Com certeza um livro que recomendo. Diferente, forte, e muito bom.

Coisas que não devem ser ditas em um encontro...

Olá, pessoal! Especialmente: olá meninas de plantão! Hoje venho contar pra vocês uma coisa que aconteceu com uma amiga e que fiquei pasma. O que esses homens, afinal, tem na cabeça??? Foi o que eu pensei quando ela me contou. Então, quero que esse post fique como dica pros que entrarem aqui no blog e quiserem conquistar uma menina gordinha, ou melhor, não querem que o encontro acabe sendo um fiasco antes do final dele.

Bom, como já mencionei acima, minha amiga é gordinha e aí ela foi sair com esse cara pela segunda vez. Da primeira foi tranquilo, ele gostou tanto dela que acabou marcando um segundo encontro pra poucos dias depois. Daí tá, minha amiga topou, afinal, não tinha nada a perder, o cara até que tinha sido legal, e o segundo encontro foi em um cinema em um shopping.
Enquanto eles estavam na escada rolante o rapaz mencionou do nada: "Você viu?", e ela sem entender: "O que?". Daí ele manda essa: "A garota ali te olhando de cara feia. Eu, en, vocês (mulheres) são muito preconceituosas". Até aí tudo bem, minha amiga já havia sacado o que ele queria dizer, mas deixou passar. Só que o cara ao invés de ficar na dele e se tocar que estava sendo muuuuito indelicado, continuou: "Igual a mulher do balcão de pipoca, ela ficou te olhando só porque você estava comigo. Eu não sei por que essas pessoas tem esse preconceito, uma vez mesmo uma senhora preferiu sentar ao meu lado do que do lado de um amigo meu por ele ser mais escuro. E quer saber do que mais? Você ainda pode emagrecer, e ela que é feia?". Foi o que bastou pra minha amiga desistir de curtir aquele encontro e sair dele sem nem um beijo de boa noite.

Assim, ela até viu que foi sem maldade, o cara não pensou que isso a magoaria ou coisa do tipo, e ele não tinha qualquer preconceito, senão nem pediria pra sair com ela em primeiro caso, mas cara... os homens devem pensar um pouquinho antes de falar. Nós mulheres sabemos que existe realmente isso de uma reparar no acompanhante da outra. Ah, vai! Vai me dizer que você nunca olhou surpresa pra um casal de belezas diferentes? Eu já. Eu admito. Eu sei que isso é feio, mas não há uma mulher que não faça esse tipo de comparação ou que pelo menos já não tenha feito. Mas daí um cara comentar com a mulher com quem está saindo que estavam fazendo isso com eles, e num segundo encontro, sem intimidade nenhuma???? Não vou nem entrar em detalhes sobre ele estar se achando o tal comentando essas coisas. Será que ele não sabe que as mulheres odeiam que falem de seu peso? Bom, se ele não sabia antes, agora já sabe.

Por isso amiguinhos, em hipótese alguma diga algo desse tipo a uma mulher. Nunca. Never. Não importa se ela é gordinha, ou magrinha, mulher nenhuma quer ouvir algo assim. A não ser que você queira perder todas as oportunidade de conquistá-la. Isso não é nem um pouco legal de se ouvir, e vai fazer a sua parceira fugir pra nunca mais voltar.

O que você quer ser quando crescer?



Sabe aquela sensação de paz e descoberta? Quando a gente sabe que encontrou o que realmente quer fazer para o resto da vida? Pois é, eu ainda não encontrei. E, confesso, que isso está me dando um desespero. Quando a gente é criança é tudo tão mais fácil. Minha mãe conta que quando eu tinha cinco, cheguei da escola e falei para ela "pronto, mãe, eu não preciso mais estudar. Eu já sei o que vou ser.". Ela me perguntou curiosa e eu respondi feliz " professora". Ela disse que eu teria que estudar muito ainda e que precisava ter alunos, arrumei meu material  e com cinco anos parti para a casa da minha bisavó para alfabetizá-la.  Hoje eu rio lembrando disso, com saudades de ser tão determinada. Com o tempo a gente vai crescendo e mudando, eu era muito mais extrovertida quando criança. E, aquela pergunta inocente "o que você quer ser quando crescer" passa a ganhar peso a cada ano. Então, eu cresci e não tenho a menor ideia do que fazer! Segundo a Karina, vamos virar escritoras famosas kkkkk Mas por enquanto prefiro me desesperar com o meu drama real.
Hoje eu estou aqui, por acaso,  fazendo Letras Português e Espanhol. Estou no escuro. Sempre achei que quando eu fosse dar aula algo acionaria em mim despertando meu ser educadora adormecido. Mas não foi bem assim que aconteceu. Dar aula é como andar na montanha-russa, seus altos e baixos. Tem momentos maravilhosos e outros em que me questiono o que estou fazendo da minha vida. É muito trabalhoso, fazer planos de aula, quebrar a cabeça para achar algo legal e, o pior de tudo, não ser reconhecida por isso, seja pelos alunos, salários e a sociedade. Não acho essa profissão vergonhosa, muito pelo contrário, se essa fosse a minha paixão, abraçaria a causa e não teria ninguém no mundo que me fizesse desistir dela. Mas talvez essa não seja a minha vocação.
Tenho ânsia pela vida, me descobrir profissionalmente. Lembro que em um teste vocacional respondi que seria imensamente infeliz se não me descobrisse realizada em minha profissão. Estou em busca de mim. Sempre adorei ler e escrever.  Será que não poderiam me pagar por isso? :P É incrível o poder da escrita, como eu fico mais leve quando tiro esse peso de dentro de mim.
Vocês já se sentiram perdidos em relação a vocação ou já sabiam o que queriam ser desde cedo? Por favor, falem, fico babando pelas histórias de cada um que já chegou nessa etapa. E os que ainda não alcançaram, dividam suas dúvidas comigo! ;)


Disso eu não tenho dúvida!

Sorteio do livro "Um conto do destino"


Genteeee!!! Você tem Facebook? Então vai lá na nossa página e participa da promoção do livro "Um conto do destino", livro que inspirou o filme que vai estrear em breve no Brasil, dia 21 de Fevereiro. O livro vai estrear aqui no dia 13, mas a Novo Conceito vai presentear junto com a gente algum sortudo  à tempo para que possa ler antes de ir ao cinema!!! Não é demais????
Então corre que as inscrições serão até essa segunda!!!! É só você dar uma curtida na nossa página do Face e participar. Ah, não se esqueça de torcer também. rs


CLIQUE AQUI PRA PARTICIPAR!

Aliança de princesa!

Olha que coisa fofa: uma marca de joia norte-americana, Gemvara, lançou anéis de noivado inspirados nas princesas da Disney. É cada um mais lindo que o outro. Quem não gostaria de ganhar um desses???
Mas... como nem tudo é um conto de fadas... o preço é bem salgadinho. rs Cada um custa mais que mil dólares.
Mas sonhar não custa nada, certo? Eu gostaria do anel tema do "Enrolados". Achei tão fofo. *____*

Outros detalhes: os anéis foram criados em parceria com a responsável pelo Tumblr Heck Yeah Disney Merch, que desenhou os modelos. Eles são feitos com pedras preciosas nas cores das roupas das personagens e cada aliança vem com uma frase que lembra a fala ou uma música cantada pelas princesas nos desenhos.

Feito de água marinha, topázios azuis e safiras brancas
Composto de esmeralda, ouro branco e diamantes negros.
Um degradé de verdes com turmalina e ametistas.
 Feito em turmalina pink, ametistas e diamantes.
Composto de um mix de rubis, safiras amarelas e azuis
Rubi, ametistas e esmeraldas foram usadas para criar a versão de Ariel. 
Com topázio azul central e diamantes na lateral 
Anel em ouro branco com rubi central rodeado por safiras amarelas e azuis
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...